P U B L I C I D A D E

terça-feira, 18 de agosto de 2015

MULHER DE 53 ANOS MORRE ATROPELADA A MENOS DE 100 METROS DE BARREIRA ELETRÔNICA NA BR 020.

JÁ FORAM FEITOS ABAIXO-ASSINADOS SOLICITANDO UMA PASSARELA NA LOCALIDADE, MAS O GOVERNO FECHA OS OLHOS PARA A SITUAÇÃO.

Por volta das 6h de terça-feira, 18/08, Luzinete Pires de Morais, 53 anos, moradora da quadra 17 de Sobradinho, foi vítima de acidente de trânsito na BR 020, nas proximidades da Quadra 18, no momento em que tentava atravessar a rodovia, a cerca de 100 metros de uma barreira eletrônica de 60 quilômetros por hora.

Segundo testemunha, a vítima tentou atravessar a rodovia, após a lombada eletrônica e um caminhão, conduzido por um homem de 22 anos, carregado de pimentão, a atingiu frontalmente, saiu da pista e derrubou dois postes de iluminação pública que estavam no canteiro central da rodovia. A mulher ficou caída no acostamento interno da rodovia e veio a óbito no local.

Moradores da região de Nova Colina, clamam por uma passarela, pois já morreram dezenas de pessoas na localidade e as barreiras eletrônicas colocadas recentemente não estão surtindo efeito em relação à velocidade dos veículos durante travessia dos pedestres.

Já foram feitos abaixo-assinados, solicitando uma passarela no local, mas o Governo do Distrito Federal fecha os olhos para a reivindicação dos moradores e a cada dia que passa mais vítimas surgem no local.

Claudio Martins

2 comentários:

  1. Falam na matéria da proximidade da barreira eletrônica como se a barreira evitasse alguma coisa. Segundo estudos, qualquer atropelamento com velocidade igual ou superior a 60 km/h tem 99% de chance de ser fatal. Não vejo a barreira como esse milagre todo em evitar acidentes / atropelamentos. O que evitaria, seriam passarelas bem localizadas que leve alguém a algum lugar. Essa senhora poderia ter atravessado a 1m da barreira que mesmo assim teria sido fatal por conta da velocidade de 60km/h. Que Deus conforte a família e a acolha no céu.

    ResponderExcluir
  2. Muito triste. Passei na hora do acidente. Infelizmente, os dois lados têm sua parcela de culpa. O condutor do caminhão que, com certeza estava bem veloz, mas também os pedestres arriscam muito. Todos os dias passo por ali, tem pedestres que não tem paciência pra esperar o melhor momento de arriscar a travessia.Muitos motoristas tem a consciência da dificuldade de travessia nessa localidade, reduzem a velocidade, muitas vezes até param os carros pra pedestres atravessarem. Eu mesmo sempre faço isso, pois reconheço a complicação que é o trânsito por ali nos horários de pico. Mas tem uns pedestres que não tem noção, entram na frente dos carros de repente, nem sempre dá pra parar de uma vez. Vc informou da solicitação da passarela, acho muito importante que tenha mesmo, mas a realidade é que os pedestres não usam.Atravessam por baixo da passarela. Bem próximo ao local do acidente é um grande exemplo, tem uma passarela mas TODOS OS DIAS vejo o pessoal se aventurando na pista. Além da construção deve existir conscientização.

    ResponderExcluir