P U B L I C I D A D E

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

POLICIAIS MILITARES, DE FOLGA, APREENDEM MENORES E RECUPERAM JÓIAS ROUBADAS.

Três policiais militares de folga e a paisana, cabos Erivelton, Jesuíno e o sargento Oliveira apreenderam na tarde de quarta-feira (13), dois adolescentes, no momento em que acabara de praticar ato infracional ao crime de roubo a comercio evitando um prejuízo de cerca de 12 mil reais para os donos do estabelecimento.

Armados e violentos os menores entraram na Joalheria São José, localizada na quadra 3 do Buritis I, sob ameaças de morte os funcionários foram obrigados a deitarem no chão. A dupla de infratores fugiu levando aproximadamente 12 mil reais, em jóias e relógios.

Os cabos Erivelton e Jesuíno lotados no CPRL - Comando de Policiamento Regional Leste com sede em Sobradinho, passavam no local e desconfiaram da movimentação e correria de populares, que acenavam em direção a dupla de adolescentes fugindo pelas ruas. Logo os policiais constataram se tratar de roubo a Joalheria. Os dois militares iniciaram as buscas na tentativa de localizar e apreender os autores.

Os policiais conseguiram visualizar os adolescentes no Bairro Buritis II. Após uma perseguição a pé conseguiram deter um dos envolvidos, o outro continuou em fuga. O sargento Oliveira lotado no 14º BPM e integrante do Gtop 34, também de folga, saia de casa no exato momento e deparou com os policiais a procura do segundo fugitivo. O sargento perseguiu o menor até o Bairro Pombal, quando entrou em um lote e apreendeu o infrator.

Os três policiais, além de apreenderem os autores, obtiveram êxito em recuperar as jóias e relógios roubados, pelos adolescentes, na loja. Apreendidos os infratores foram levados a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) e autuados por ato infracional análogo ao crime de roubo a comércio.

Uma equipe da PM realizou a condução dos apreendidos a delegacia especializada. Toda ação dos policiais foi acompanhada por populares, que segundo os militares exaltaram a iniciativa, que mesmo de folga impediram que os adolescentes infratores fugissem após cometerem o ato infracional análogo a roubo, o que causaria um prejuízo de mais de 12 mil reais às vitimas. A arma usada no crime não foi localizada.


Por Ferreira Santos


Nenhum comentário:

Postar um comentário