P U B L I C I D A D E

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

NMU / ASPRA DF PROTOCOLAM OFÍCIO DE REPÚDIO AOS 15,8% CONCEDIDOS PELO GOVERNO AOS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES

Ao contrário de grupos politiqueiros que tem insistido em desqualificar o trabalho do NMU/ASPRA-DF em defesa dos interesses das categorias de policiais e bombeiros militares do DF e dividir as já tão divididas instituições, o trabalho sério e comprometido respaldado na confiança e transparência continua produzindo frutos dentro daquilo que foi proposto.

Ten Poliglota e Sgt Lusimar (Jabá) na Vice-governadoria
No dia 16 de janeiro, representantes do NMU/ASPRA-DF compareceram aos gabinetes da Secretaria de Administração e da Vice-governadoria com o objetivo de protocolarem os ofícios de repúdio aos 15,8% oferecidos em 3 vezes às categorias dos militares do DF e que não refletem, nem à sombra, os mais de 60% de defasagem salarial das categorias inerente as correções do Fundo Constitucional do DF nos últimos 05 (cinco) anos.

Representados pelo Tenente Poliglota e Sgt Lusimar (Jabá), os ofícios foram protocolados nos respectivos gabinetes e soluções são aguardadas para que a situação salarial das categorias sejam adotadas.

Por oportuno, estão previamente agendadas audiências para a próxima semana no Tribunal de Contas do DF com o objetivo de sanar as dúvidas que ainda persistem com relação à troca dos uniformes dos integrantes da Polícia Militar, bem como com o Chefe da Casa Militar para tratarem de assuntos do interesse de ambas as categorias.

À medida que as negociações forem se desenvolvendo, as informações serão postadas nos blogs para conhecimento de todos, reafirmando o compromisso de transparência, verdade e ética que credenciou o NMU/ASPRA-DF a representarem os integrantes dessas corporações.

Realmente, política verdadeira é aquela que não se vê.

NOVO MOVIMENTO UNIFICADO PMDF-CBMDF
ASPRA – DF

Por Tenente Poliglota

3 comentários:

  1. Boa tarde meus amigos!
    Um mês já se passou desde nossa última grande reunião e vemos que as coisas ainda não se modificaram.
    Aliás, modificou sim, mas em alguns aspectos de forma negativa. Como é do meu feitio sempre procuro analisar o cenário para depois tecer minha opinião.
    Quero dizer que no momento em que buscamos promover a união entre as classes para atingirmos nossos objetivos, percebemos que outros ,por interesses mesquinhos, buscam desconstruir essas ações.
    Desde que começamos essa mobilização sempre estive perseverante, apesar de muitos pensarem o contrário. Quero dizer que ela não começou agora. Começou muito antes e isso todos devem reconhecer.
    Uns dirão que não quer ouvir palavras bonitas, “encheção de lingüiça”, e sim saber de resultados, como já fui criticado muitas vezes.
    Mas, esses mesmos que tecem tais críticas, no que tange a sua parte não procuram fazer, ficando de braços cruzados esperando acontecer. E o pior de tudo são aqueles que além de ficarem inertes ainda torcem contra e procuram desqualificar pessoas que ele nem ao menos conhece.
    Também gostaria de vir a público e dizer tudo aquilo que todos nós queremos ouvir, que é o atendimento de nossas reivindicações.
    Mas, infelizmente, as coisas não acontecem conforme nossos desejos.
    Sempre soube que a nossa vitória não seria fácil, mas também nunca duvidei dela. Por esta razão sempre procurei colaborar com minhas opiniões e nesses últimos tempos aceitei o chamado dos senhores.
    Nunca quis ser o paladino da verdade ou mesmo o arauto da moralidade. Seria muita pretensão de minha parte. Mas desde que me entendo por gente que procuro ao menos me aproximar dessas qualidades.
    Não estou tecendo tais palavras com a intenção de me defender de nada. Mesmo porque não há do que me defender já que sou um profissional cumpridor dos meus deveres e que sempre preguei a lealdade, legalidade e respeito a todos os seguimentos e pessoas.
    Quanto as nossas ações alguns ainda questionam como agir. E eu digo, cumpram de acordo com que foi deliberado pelas categorias.
    Lembre-se que agir dentro da legalidade é agir estritamente dentro do que prevê as leis que nos regem. Ultrapassar essa linha é que é ilegal.
    Portanto senhores, não é hora para desanimarmos. Aliás, esse desânimo nunca deve chegar. Devemos ter sempre sabedoria para observar o que está acontecendo a nossa volta e procurar filtrar as informações que nos são passadas.
    As redes sociais são um avanço para nossas categorias. Mas, devemos utilizá-las com sobriedade e inteligência, não deixando se levar por impulsos ou conversas fantasiosas.
    Encerro proferindo as seguintes palavras: a nossa valorização será fruto de nossa mobilização e união. Tenhamos fé que juntos venceremos.
    Tenham todos um ótimo inicio de de noite e que nosso verdadeiro Comandante esteja sempre conosco.

    1º SGT INDIGNADO (EUSVAN)
    N.M.U

    ResponderExcluir
  2. SETORIZADA SOBRADINHO-PLANALTINA E PARANOÁ
    LOCAL: IGREJA IMACULADA CONCEIÇÃO, QUADRA 13 CONJUNTO "A" ÁREA RESERVADA 01
    DATA: 21/JAN/2013 (SEGUNDA-FEIRA)
    HORÁRIO: A PARTIR DAS 20H

    OBS.: NÃO DEIXE DE COMPARECER, POIS SUA PRESENÇA SERÁ MUITO IMPORTANTE PARA DAR CONTINUIDADE NAS AÇÕES DO MOVIMENTO (NMU) PARA ATENDIMENTO DE NOSSAS REIVINDICAÇÕES.

    1º SGT INDIGNADO
    NMU

    ResponderExcluir
  3. O trabalho do NMU/ASPRA tem um público definido que se chama CATEGORIAS. Agradecemos aos companheiros que confiaram em nosso trabalho, pautados na ética, responsabilidade, legalidade e verdade transparente e reafirmamos que continuaremos lutando por aquilo que julgamos justo.

    Reforço o convite para o comparecimento à Setorizada de Sobradinho-Planaltina e Paranoé, a realizar-se em Sobradinho, pois a sua sugestão, crítica e idéia pode ser o ponto chave que precisamos para conquistarmos nossa vitória. Não temas policial, o que estará fazendo nada mais será do que o exercício de seu direito constitucional, mesmo alguns interpretando e desejando o contrário.

    Abraços a todos,

    Tenente Poliglota...

    ResponderExcluir