P U B L I C I D A D E

segunda-feira, 16 de julho de 2012

ADOLESCENTE APREENDIDO POR EQUIPES DO GTOP-33, ACUSADO DE EFETUAR DISPAROS EM VIA PÚBLICA DE SOBRADINHO II


As equipes, bravo e alfa do Gtop 33 - Grupo Tático Operacional do 13º BPM de Sobradinho retiraram das ruas mais uma arma de fogo na noite de sábado (14). A arma estava na posse de um adolescente de 17 anos, acusado de efetuar disparos frente à casa 25 da Ar 17 conjunto 9, em Sobradinho II. Segundo moradores da região o adolescente teria chegado à casa da namorada de 16 anos de arma em punho. Aos gritos e muito alterado efetuou dois disparos com o revolver calibre 38, que foi apreendido pelo Gtop 33 Bravo com duas munições deflagradas e numeração raspada.

Com a chegada das equipes táticas do Gtop 33 no local foram realizadas diligencias, os policiais militares constataram através de informações de populares, que o adolescente teria discutido com um policial civil e havia se ferido, antes teria se livrado da arma. O policial não foi identificado e ninguém soube dizer o que realmente aconteceu.

Depois de muita exigência por parte dos policiais militares,  moradores disseram que o adolescente teria indo à casa da namorada tomar satisfação com ela, como a jovem não estava o menor infrator teria efetuado disparos, em seguida alguém teria ligado para o policial civil que foi ao local. Ao avistar o policial civil o jovem teria jogado a arma no lote. Apreendida duas horas depois pela equipe do Gtop 33 Bravo composto pelo sargento Sílvio, cabo Anderson Augusto e soldado Wilson Machado a arma foi levada a DCA. A localização da arma se deu após informação do Gtop 33 alfa do subtenente Valtencir e cabos Carneiro, Salvo e Alysson Xavier de que ela teria sido jogada no telhado de uma casa perto onde o fato aconteceu.

Os policiais do Gtop bravo localizaram sobre o telhando da casa 33, o revólver calibre 38, com duas munições picotada no tambor e numeração raspada. 

Devido aos ferimentos o adolescente foi levado ao Hospital de Sobradinho pelos pais onde foi medicado. Liberado pelos médicos foi levado a DCA com a arma apreendida. Nas dependências da especializada, o menor tentou agredir a guarnição, mas logo foi dominado.  Após os policiais narrarem o ocorrido ao delegado a arma foi apreendida e o fato ficou em apuração.

Por Ferreira Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário