P U B L I C I D A D E

segunda-feira, 9 de abril de 2012

NOTA À IMPRENSA- MOVIMENTO UNIFICADO PMDF

O Movimento Unificado dos Policiais e Bombeiros Militares do Distrito Federal vêm por meio desta, junto à imprensa e a sociedade civil esclarecer que o nosso movimento reivindicatório é de caráter ordeiro e não compactua com atitudes não profissionais, pois não compartilhamos com as postagens colocadas em algumas redes sociais com relação ao brutal assassinato ocorrido no último dia 6(seis) na 403 norte.
 
Nosso principal lema enquanto Policiais e Bombeiros Militares é defender a vida. Repudiamos veementemente qualquer atitude contrária a esse princípio, o qual juramos defender até mesmo com risco da própria morte. Inclusive foram os Policiais Militares que prenderam o autor dessa tragédia momentos após o fato na cidade satélite do Paranoá. No entanto esclarecemos que o crime de homicídio é imprevisível em qualquer lugar do mundo, mesmo com a polícia nas ruas diuturnamente.
 
Desde o início do nosso movimento pautamos pela legalidade, transparência e respeito à sociedade e ao Estado. Não fugimos da nossa rotina, trabalhamos 24 horas por dia para zelar por essa sociedade da qual fazemos parte. Entretanto, a grande mídia no lugar de apurar as verdades dos fatos, praticando assim, o bom jornalismo, lança uma campanha tendenciosa querendo culpar os profissionais dessas centenárias instituições por todas as desgraças ocorridas nos últimos dias no âmbito do Distrito Federal.
 
Entendemos que a prática do bom jornalismo e uma boa matéria jornalística deve ser isentos e não tendenciosa. E para que contenha esses dois pilares devem ser ouvidas as duas partes envolvidas. Portanto querer jogar lama nos profissionais e nessas instituições centenárias que tem relevantes serviços prestados à sociedade do DF, infelizmente, é um ato irresponsável por parte dessa grande mídia.
 
Esclarecemos ainda que o movimento que está nas ruas por melhorias salariais por parte dos Bombeiros e Policiais Militares decorre por dois motivos principais:
 
1 - A defasagem salarial, haja vista, estarmos há mais de quatro anos sem recomposição salarial, fazendo com que o poder aquisitivo desses profissionais esteja cada dia, menor;
 
2 - As 13 promessas, das quais a isonomia entre os profissionais da segurança pública com nível superior, feitas pelo então candidato ao GDF, Sr. Agnelo Queiroz, que depois de eleito, até agora não foram cumpridas.
 
Portanto somos profissionais compromissados com a sociedade, sabemos que o nosso segmento é de vital importância às pessoas de bem, mas precisamos ser tratados com respeito e consideração por parte das autoridades, nas quais devemos nos espelhar.
 
MOVIMENTO UNIFICADO DOS POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS MILITARES DO DISTRITO FEDERAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário