P U B L I C I D A D E

sexta-feira, 30 de março de 2012

PAI CONFESSA TER ABUSADO SEXUALMENTE DO BEBÊ DE NOVE MESES NO PARANOÁ

Polícia civil ouviu 23 pessoas; denúncia foi feita na quarta-feira pela babá da criança; acusado já agrediu dois filhos de um outro relacionamento e disse em depoimento que cometeu os abusos.

Brasília 247
Foi preso na madrugada desta sexta-feira o suspeito de abusar sexualmente de um bebê de nove meses, na cidade-satélite do Paranoá. As suspeitas eram de que o próprio pai da criança fosse o culpado, o que foi confirmado no depoimento do homem. Pena pode variar entre 8 e 15 anos de prisão.

As denúncias do abuso foram feitas pela babá da criança na noite de quarta-feira (28). Desde então, 23 pessoas foram ouvidas pela 6ª Delegacia de Polícia. Além da confissão, laudos comprovaram a presença de material genético do pai na criança.

A mãe da menina passou a morar com o acusado há cerca de 15 dias, data que, segundo testemunhas, começaram os abusos.

A delegada da 6ª Delegacia de Polícia, Jane Klébia do Nascimento, afirmou que as provas já recolhidas são suficientes para condenar o acusado.

Com informações do Correio Braziliense e portal G1.

2 comentários:

  1. Uma pena entre oito e quinze anos é pouco para tamanha barbaridade. O pior de tudo é que, quando esse indivíduo estiver de volta às ruas, cometerá novamente o mesmo tipo de crime. Imagine como ficará a cabeça dessa criança quando ela tiver uma certa idade, e entender o crime que o próprio pai cometeu contra ela.

    ResponderExcluir
  2. quando que a maldade vai acabar? quando que os governantes vai acordar so quando acontecer com um dos filhos deles eles tem que mudar essa lei das pessoas que abusa de pessoas indefesas que prendem com 15 anos depois soltam e voltam a praticar os mesmos crime se eu foce uma autoridade eu mandava castrar as partes,governador Agnelo olhar mais pra esses casos quantos mais vão ter que passar por essa situação , eu como mãe fiquei triste,revoltada E ESPERO QUE ELE FIQUE PRESO PELO RESTO DA VIDA ESSE DEMÔNIO

    ResponderExcluir