P U B L I C I D A D E

quarta-feira, 21 de março de 2012

OUTRA GREVE EM VISTA

Cerca de 20 mil servidores da área da saúde estão em estado de greve; decisão da paralisação será na assembleia geral do dia 27 de março; antes disso, categoria deve fazer paradas relâmpagos e reuniões regionais.

Agência Brasil
Os servidores da área de saúde do Distrito Federal (DF) entraram nesta terça-feira (20) em estado de greve, alegando que o governo local não está cumprindo acordo negociado com a categoria em julho do ano passado para incorporação aos salários dos 80% restantes da gratificação de atividade técnico-administrativa. O estado de greve foi aprovado pela categoria em assembleia geral.

Segundo representantes do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal (SindSaúde), estão previstas assembleias regionais para mobilizar toda a categoria, que reivindica também um prazo para implantação dos planos de Carreira, Cargos e Salários e de saúde até o segundo semestre deste ano.

O governo do Distrito Federal (GDF) tem de cumprir seus compromissos, disse a diretora de Finanças do SindSaúde, Marli Rodrigues. "O acordo foi feito com os servidores, deve ser cumprido, pois acordo não cumprido é igual a cheque sem fundo", ressaltou.

A sindicalista destacou que, "como aviso ao governo", houve hoje paralisação de meia hora no Hospital Regional do Gama (região administrativa do Distrito Federal). "Denunciamos e, com certeza, vamos repetir [a paralisação de 30 minutos] em outros hospitais", disse Marli.

De acordo com o SindSaúde, o acordo que precisa ser cumprido pelo GDF prevê a criação de cargos para os agentes comunitários de saúde, dentro da carreira de assistência pública de Brasília, a reintegração da gratificação de movimentação para servidores que residem no Entorno do Distrito Federal e a redução da carga horária de 30 horas semanais para 24 horas.

A Secretaria de Administração Pública do Distrito Federal informou à Agência Brasil que o acordo em questão está sendo cumprido e que o projeto de lei que prevê a incorporação de 50% da gratificação de atividade técnico-administrativa até setembro de 2012 será enviado à Câmara Legislativa após avaliação do primeiro quadrimestre, para que não ultrapassar os percentuais determinados pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

A próxima assembleia geral dos servidores da área de saúde está marcada para a próxima terça-feira (27).

Nenhum comentário:

Postar um comentário